ENTREVISTA

Seno José Lang e Lauro Eckstein - pioneiros de Quatro Pontes

A entrevista foi realizada pelo repórter Lincoln Leduc, da Rádio Difusora do Paraná, para o Jornal de Domingo, no quadro "Personalidade da Semana", em 14 de janeiro de 1984.

MAIS

ATUALIDADES

Desenho da artista gaúcha Rita Brugger, para o livro o

180 Anos da Imigração Alemã no Brasil (1)

Por ocasião dos 180 anos da Imigração Alemã no Brasil, em 2004, a emissora alemã Deutsche Welle produziu vários textos interessantes sobre o tema....

[ Clique aqui e leia mais ]

Oeste Paranaense

10 de Novembro de 2017

A Maior Revolução na Igreja

31 de Outubro de 2017

GALERIA: ACERVO FOTOGRÁFICO DE ALFREDO BAUSEWEIN

O pioneiro rondonense Alfredo Bausewein nos tempos de sua juventude em Marechal Cândido Rondon
  • Equipe da Oeste Paraná Futebol Clube com equipe visitante. 
Da esquerda a direita:
1º - Rubens Luersen, 2º - Alfredo Bausewein,  3º e 4º - não identificados, 5º - Aylson Confúcio de Lima,  6º a 15º - não identificados; 16º - ... Schmidt, 17º - Orlando Miguel Sturm, e 18ª a 21º - não identificados.
  • Equipe do Oeste Paraná Futebol Clube na década de 1960. 
Da esquerda à direita:  1º - Alfredo Bausewein, 2º - Arno Roesler, 3º a 5º - não identificados; 6º - Waldomiro de Oliveira; 7º - Rubens Luersen, 8º - não identificado, 9º - Gerhard (Jipe) Reuter e 10º a 13º - não identificados. 
Agachados: Ilácio Lemke, 2º a 4º - não identificados e 5º  - Harraldo Altmann.
  • Time do Oeste Paraná Futebol Clube, no final da década de 1950.
Da esquerda a direita: 1º - Dorneles Jochims, 2º - Ehrenfried Welzel, 3º - Eich Krepsky; 4º - João Fidalski, 5º - não identificado e 6º - Orlando Miguel Sturm. 
Agachados: Orides Fidalski, 2º - médico Aylson Confúcio de Lima; 3º - Hugo Feiden, 5º - Nei Zilmer  e 6º - não identificado.
  • Equipe do Oeste Paraná Futebol Clube, entre os anos de 1960 e 1965. 
Da esquerda a direita:  1º e 2º - não identificados, 3º - Dorneles Jochims, Ehrenfried Welzel, 5º Erich Krepsky, 6º - não identificado; 7º - Atilio Debona,  8º - Orlando Miguel Sturm e 8º - Alfredo Bausewein. 
Agachados: 1º - não identificado, 2º Aylson Confúcio de Lima, 3º  - Hugo Feiden e 4º  e 5º - não identificados.
  • Outra formação do Oeste Paraná Futebol Clube. 
Da esquerda a direita:  1º,  2º e 3º - não identificados, 4º - Zeno Kempfer, 5º - não identificado e 6º - Erich Krepsky. 
Agachados: 1º e 2º - não identificados, 3º - Alfredo Bausewein, 4º, 5º e o deitado - não identificados.
  • Outra equipe do Oeste Paraná FC. 
Da esquerda a direita:  1º - Alfredo Bausewein, 2º - Arno Roesler, 3º - não identificado, 4º - Walter Ritter,  5º - Rubens Luersen, 6º - identificado, 7º - Atilio Debona, 8º - Gerhard (Jipe) Reuter, 9º - Harry Feiden e 9º - Orlando Miguel Sturm. 
Agachados: 1º - Márcio Lemke (Vaca Braba),  2º - não identificados, 3º - Dimas Batisti, 4º - Harraldo Altmann e 5º - Arthur Bleich.
  • Outra equipe do Oeste Paraná Futebol Clube. 
Da esquerda a direita: 
1º - Arno Roesler, 2º - Guiñones; 3º - Orlando Miguel Sturm, 4º - Pedro..., 5º - Waldemar Werner (Prego) Lange,  6º - Bruno (Mixaria) Thiele; 7º - não identificado, e 8º - Alfredo Bausewein.
Agachados: 1º - Rubi Cassel, 2º - não identificado, 3º - Orides Fidalski, 4º - médico Aylson Confúcio de Lima, e 5º - Nei Zilmer (foi gerente do extinto Empório Toledo, filial de Marechal Cândido Rondon. 
Esta foto foi feita no antigo campo que fica na atual Praça Dealmo Selmiro Poersch. Ao fundo, vê-se a primeira igreja católica de Marechal Cândido Rondon.
  • Mais uma formação do Oeste Paraná FC, no começo da década de 1970. 
Da esquerda a direita: 1º - Nei Zilmer, 2º - não identificado, 3º Dorneles Jochims, 4º - Elói Fischer, 5º - não identificado, 6º - Arno Roesler e 7º - Ehrenfried Welzel. 
Agachados: 1º Orides Fidalski, 2º - não identificado, 3º - Hugo Feiden, 4º João Fidalski e 5º - não identificado.
  • Outra formação de jogadores do Oeste Paraná FC, década de 1960. 
Da esquerda a direita:  1º - Dimas Batisti, 2º - não identificado, 3º - Guiñones (de origem paraguaia), 4º e 5º - não identificados, 6º - Rubens Luersen (foi por muitos anos contador da prefeitura de Marechal Cândido Rondon), 7º - Atilio Debona, 8º - Arno Roesler, 9ª - senhora não identificada, e 10º - Alfredo Bausewein. 
Agachados:  1º e 2º - não agachados, 3º - Márcio Lemke ( 
 Vaca Braba),  4º - não identificado, 6º - Harraldo Altmann, 7º - Rui Luersen e 8º e 9º - não identificados.  Menina também não identificada.
  • Outra formação do Oeste Paraná FC, na década de 1970. 
Da esquerda a direita:  1º - não identificado, 2º - Rubens Luersen, 3º ao 6º - não identificados. 
Agachados: 1º - Márcio Lemke (Vaca Braba), 2º - não identificado, 3º - Rui Luersen, 4º Guilherme (Willy) Hiller, e 5º - Harraldo Altmann.
  • Pioneiros rondonenses Léo Borgmann (e), um dos primeiros mecânicos de Marechal Cândido Rondon; Arthur Mário Leduc (c), primeiro eletricista de Marechal Cândido Rondon. A outra pessoa não foi identificada.
  • Alfredo Bausewein tomando avião no aeroporto de Toledo com destino a cidade de Erechim, no Rio Grande do Sul, no final da década de 1950.
  • A jovem pioneira Lori Koch recebendo a taça do pioneiro Arno Roesler. 
Não se descobriu o motivo da entrega do troféu. 
Á direita, Willy Carlos Trentini, primeiro cartorário de Marechal Cândido Rondon .
  • No final da década de 1960, a equipe do Ec Botafogo adentrado no campo em seu estádio que ficava onde hoje está o Bairro Botafogo.
  • Oeste Paraná FC jogando em Novo Sarandi contra o Ouro Verde, em 1957.
  • Outra imagem do pioneiro Alfredo Bausewein no começo de Marechal Cândido Rondon.
  • O pioneiro Alfredo Bausewein e um amigo nos anos de 1958/59. 
Ao fundo, a famigerada casinha sanitária (capunga), para as necessidades fisiológicas.
  • Alfredo Bausewein numa rua na antiga vila de General Rondon. 
Na foto, uma amostra das antigas cercas de ripas, tão comuns para  separação de jardins e hortas.
  • Os irmãos Bausewein: Jacó,  Alfredo e Jorge, em foto de 1941/42, tirada em Erechim, RS.
  • Alfredo Bausewein (e) e professor Welzel (irmão do prof. Erich Welzel), segundo diretor da Educação e Cultura, em Marechal Cândido Rondon.
  • O jovem pioneiro Alfredo Bausewein passeando de bicicleta na Avenida Rio Grande do Sul, em imagem de 1955.
  • Avenida Rio Grande do Sul, com o prédio da Casa Rieger, ao fundo à esquerda.
  • Vista da Avenida Rio Grande do Sul, aparecendo a direita o Hotel Avenida e a Comercial dos Irmãos Roesler;  e à esquerda o prédio o Empório Toledo (filial 1) e o prédio(de branco) que já foi sede da agência do extinto Banco Comercial do Estado do Paraná.
  • Avenida Rio Grande do Sul, no final da década de 1950. 
Em primeiro plano, o telhado da casa comercial de Alfredo Nied; na sequência  a Casa Progresso ( venda de calçados), de Amário Saatkamp. 
À direita da Avenida Rio Grande do Sul: 1ª - é a casa comercial (com caminhão ao lado), de Irmãos Fidalski; logo em seguida, no outro lado, na esquina com a Rua Sete de Setembro, a casa comercial de Gualberto (Guni) Batscheke; depois o prédio da Casa Rieger; em seguida, as Lojas Tupinambá, de Ildefonso Portelinha; e, por último, a casa comercial de Carlos Kleemann.
  • Amostra da piscosidade do Rio Paraná nas décadas de 1950 e 1960. 
Da esquerda a direita: em cima do caminhão  e 2º e 3º - não identificados; 4º -   Ewaldo Müller; 5º Frederico Bausewein e esposa (6ª) Matilde Maria (nascida Maier). 
Á esquerda do caminhão, a pioneira Hilda Müller.
  • Depósito de madeira da empresa Maripá, à Rua Cabral, entre a Avenida Rio Grande do Sul e a Santa Catarina, à esquerda, no sentido sul-norte.
  • Avenida Grande do Sul vista a partir da Rua D. João VI, sentido oeste. 
Á direita, a casa comercial de Alfredo ainda hoje existente toda revitalizada.
  • Rua Santa Catarina a partir da Rua D. João sentido oeste., em 1957. 
A construção de madeira ainda existe hoje com algumas modificações e pertence ao sr. Werner Wanderer.  Na esquina da Rua Men de Sá, a antiga residência do gerente da Maripá; na sequência o antigo grupo escolar e outro lado, defronte, a padaria e o bar  e padaria da família. Mais para o fundo, vê-se o telhado do extinto Salão Wayhs.
  • Jovens pioneiras rondonenses.
  • Os jovens pioneiros rondonenses, da esquerda a direita: Alfredo Bausewein, João Knopp, Guiñones (jogador de futebol) e Orlando Miguel Sturm
  • Antiga usina de produção de energia elétrica no Rio Guaçu, no distrito de Novo Sarandi, no município de Toledo. 
Essa usina fornecer energia para Toledo, Quatro Pontes, Marechal Cândido Rondon, Nova Santa Rosa e Palotina.
  • Caminhões da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon trabalhando na preparação do campo do extinto Oeste Paraná Futebol Clube, hoje Estádio Waldir Schneider.
  • Outra vista da preparação do campo do então Oeste Paraná Futebol Clube.
  • Jovens pioneiros rondonenses. 
Da esquerda a direita: Erci Sturm, Ivo Pöttker, Orlando Miguel Sturm, Gernot Reuter e Alfredo Bausewein, fotografados durante baile no extinto Salão Wayhs.
  • Prefeito de Toledo, Egon Pudell saudando o  governador Moisés Lupion (de óculos), por ocasião de sua visita a Exposição Agropecuária de General Rondon. 
De costas, primeira à direita, senhor Arlindo Alberto Lamb, coordenador-geral da organização e administração da grande exposição. 
Primeira, à esquerda, o pioneiro e vereador Helmuth Koch
  • Alfredo Bausewein (d) e o amigo Pedro ... , enfermeiro do Hospital Marechal Rondon, quando de propriedade do médico Aylson Confúcio de Lima.
  • Os pioneiros Fredi ... e Alfredo Bausewein (d), em baile de Rainha e Princesas, na cidade de Palotina.
  • Alfredo Bausewein (e) e Gumercindo (Nego) Tonin, em baile no antigo Salão Wayhs.
  • Comemoração de aniversário do extinto Oeste Paraná Futebol Clube,  no antigo Salão Wayhs. 
A 4ª pessoa, a direita, é o pioneiro Alfredo Bausewein.
  • Outra vista da comemoração do aniversário de fundação do Oeste Paraná Futebol Clube.
  • Mais um momento da comemorativa do Oeste Paraná Futebol Clube.
  • Baile de Carnaval no antigo Salão Wayhs, no ano 1957 ou no ano de 1958. 
Ao centro, o jovem pioneiro Alfredo Bausewein.
  • Foliões no baile de Carnaval no antigo Salão Wayhs, em 1957 ou 1958.
  • Outro instante do baile de Carnaval no extinto Salão Wayhs. 
O jovem com calça de franja é Alfredo Bausewein.
  • Grupo de foliões do carnaval de 1957 ou 1958. 
Da esquerda a direita, dos sentados, a 4ª pessoa é Orlando Miguel Sturm.
  • Funcionários da Maripa na então vila de General Rondon. 
Da esquerda a direita: Alzido Schroeder, Alfredo Bausewein e Erich Ritscher.
  • Plantação de grama para a formação do campo do Oeste Paraná FC, hoje Estádio Waldir Schneider. 
Em pé, Orlando Miguel Sturm. Agachados: Alfredo Bausewein ( treje escuro) e Eugênio Müller (de camisa branca, foi por muitos anos tesoureiro da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon).
  • Alfredo Bausewein, segundo eletricista em Marechal Cândido Rondon e funcionário da Maripá, em cima do caminhão  de trabalho e equipe na Avenida Rio Grande do Sul. 
Alfredo Bausewein junto o com eletricista Arthur Mário Leduc cuidavam da geração de energia via motor/gerador e das linhas de distribuição e das linhas telefônicas da Maripá. 
A foto é do ano de 1955.


Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados